terça-feira, 1 de junho de 2010

O bem e o mal... a quanto equívoco nos acomete uma invenção!
É preciso olhar por debaixo das flores e perceber quanto estrume há neste solo.
A justificativa para tanta transfiguração e esquecimento é a utilidade desta hipocrisia à manutenção do status quo.

2 comentários:

Anônimo disse...

mas qual norte ?

mais que lutar.. é preciso relutar (relutancias)
.. resistir.. se não morremos..

Drumonnd.. diz.. "lutar com palavras é a luta mais vã, entanto lutamos mal rompe a manhã.."

mas o fato é que ele lutou a vida inteira.. e se transformou em sensibilidade corporal.. por isso.. tentando responder a primeira pergunta diz Freud " Nunca se pode dizer até onde esse caminho nos levará; cede-se primeiro em palavras e depois, pouco a pouco, em substância também”

DGorla disse...

sim! Qual norte? Haverá ainda chão para algum caminho?
Gostei do lado poético do Freud. Gostaria de saber da onde é esta citação.
E gostaria também de saber quem é que me agracia com o benfazejo de um comentário tão epifânico.
Obrigado pelas palavras.