segunda-feira, 14 de junho de 2010

Alguns eventos tornam a mídia monotemática. Tornam milhões de pessoas monotemáticas.



-----------------------------------------------------------------




A lutar um soldado não pode pensar. Essa ideologia ultrapassa o limite do fronte e doutrina massas.



-----------------------------------------------------------------




É penoso ter consciência da própria miséria. Neste ponto devo ceder ao ditado popular: "A ignorância é uma bênção"

5 comentários:

Gustavo disse...

Não devemos jamais imaginar que a razão possa alcançar a popularidade. Paixões e sentimentos podem se tornar populares, mas a razão sempre permanece restrita a poucos.


Goethe

DGorla disse...

é, eu já tinha perdido a esperança de que um dia a maioria seria inteligente, racional e livre dos preconceitos tão antigos que hoje sustentam. Este otimismo é que não se pode ler nas entrelinhas do além-homem nietzscheano. Cheguei a interpretá-lo mal assim, mas tenho um amigo sagaz que me mostrou o equívoco. "substituir um erro por outro" é o que o bigodudo propõe.

Júlia disse...

serão delírios, alcinações e a dissociação psicótica formas de superar a própria miséria??

Anônimo disse...

Concordo que racionalizar é iludir-se. Por isto, a ilusão franca é mais sábia do que a ilusão na qual se acredita ser verdade.
Assim ,em geral e de forma ampla, o palhaço e sua alegria são mais sábios que o cientista e suas dúvidas. Assim, também o ator e suas encenações (Lula, por exemplo) é mais sábio que Marx e seus dilemas filosóficos.
Só quem chega ao fundo do poço percebe que os fundamentos da vida não são passíveis de análise e dedução, pois são sentimentos como o de prazer/desprazer e bloqueios/estímulos. Isto é a vida! Assim ela inicia-se.E, em seguida, começa a se organizar, criar certos padrões, se tornando mais complexa e interdependente.
Agora, por quê gostamos de teorias, senão porque nos causam prazer, o qual não encontramos no mundo.
A miséria estaria no mundo ou em nosso olhar?

DGorla disse...

Anonimo:
UAU! Muito bom. Gostei muito.


Ju:
Você precisa se afastar um pouco da clínica! haha

Viva a sabedoria do palhaço alegre!