sexta-feira, 14 de maio de 2010

A quem rejeita os prazeres, é natural que o corpo lhe pareça um fardo.

CONTRA A VIDA ABSTEMIA

3 comentários:

Anônimo disse...

Suponho que falte um R, mas assim fica um tom de poesia ao som de portugal.

Anônimo disse...

um fardo? Não! prefiro fado!

DGorla disse...

sim, fardo!
obrigado pela correção.